paraiba

A FAUNA PEDE PASSAGEM

Nas férias muitas pessoas gostam de colocar o pé na estrada para viajar e passear. É uma época em que o número de carros percorrendo as rodovias aumenta consideravelmente. Infelizmente, a incidência de atropelamentos de animais silvestres aumenta na mesma proporção.

Boa parte das pessoas prefere viajar à noite, em uma tentativa de evitar o trânsito excessivo da parte do dia. Porém, é nesse período que boa parte dos animais ficam mais ativos, buscando alimento e abrigo onde, em algum momento, irão deparar-se com uma pista que ocupa a área do pouco que sobrou de seu habitat.

Apesar de em alguns trechos de estradas apresentarem sinalização, a falta de atenção e a alta velocidade dos automóveis impede que o motorista possa perceber um animal atravessando a pista. Esses animais, por sua vez, não sabem como reagir ao ver um carro e não possuem condições de escapar a tempo de um atropelamento. Vale ressaltar que urubus e cachorros-do-mato costumam alimentar-se dos bichos que morrem à beira da estrada. Como resultado, também acabam sendo vítimas.

Estimativas do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas indicam que 15 animais silvestres morrem atropelados por segundo no Brasil. Grande parte desse número morre no acidente e alguns são resgatados e encaminhados para tratamento. Recebemos diariamente uma média de oito animais por dia e cerca de 40% é proveniente de atropelamento, sendo mais comuns as capivaras, gambás e veados. Alguns desses animais conseguem plena reabilitação e ganham uma segunda chance de voltar à natureza. Outros, por traumas que o impedem de sobreviver em vida livre, permanecem conosco, como é o caso da onça-parda Paraíba, atropelada em 2012.

Dessa forma, é sempre importante dobrar a atenção ao pegar uma estrada, atentando às áreas sinalizadas e aos trechos com maior densidade de matas e áreas de rios, onde provavelmente há uma concentração maior de fauna. Outra maneira de contribuir é instalando no seu celular o aplicativo do sistema Urubu, onde você ajudará a mapear o atropelamento de fauna pelas estradas do Brasil. Acesse e saiba mais: cbee.ufla.br/portal/sistema_urubu/

Confira também

capa

MAIS UM FILHOTE DE VEADO ÓRFÃO

Nessa semana recebemos mais um filhote de veado-catingueiro órfão mas, dessa vez, a situação em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *